terça-feira, 27 de setembro de 2011

Falamos

24 Março 2011

" ...acalmamos...e ficamos um bom bocado em silêncio.

O Gabriel quebrou o silencio: " Pensei que nunca mais via a minha menina. Que se passou contigo?"
Óbvio que lhe expliquei as razões que levaram a afastar-me dele. A mulher estava gravida e não quis interferir na vida deles (enquanto casal) num período tão delicado e bonito (e já nasceu, é uma princezinha).
E diz ele: " A tua ausência estava a desorientar-me, acho que já não sei viver sem ti..."
Pois Gabriel, mas nós vivemos um sem o outro, e é assim que tem de ser, é assim que vai sempre ser.
Sempre fomos muito verdadeiros um com o outro e agora estamos a se-lo também.
Já conversamos vezes sem conta sobre isto. Tu continuas com a tua família, que eu sei que adoras, e eu continuo com a minha, ate porque não tenho intenções de me separar do meu marido, mas se um dia isso acontecer, EU não quero dividir a minha vida com outro alguém. O nosso futuro, será sempre assim, afastados! Tem sido assim desde sempre, e ambos concordamos.
E terminaste com: " Bruna, nós tínhamos que nos ter conhecido antes! Ia ser tudo tão diferente!"

A verdade, é que eu não quero mesmo destruir o casamento dele, não quero que a mulher dele sofra... parece tão estranho eu estar a dizer isto e ao mesmo tempo apoderar-me de um homem que não me pertence.

Mas afinal, alguém é dono de alguém?... Não somos nós donos do nosso corpo e do nosso sentir?... Porque não podemos simplesmente fazer aquilo que nos apetece(desde que não magoemos ninguém)?...
Tantas perguntas, tantas duvidas na minha cabeça, precisava de respostas lógicas e com sentido.
Juro, que às vezes, nem eu me entendo...Droga de vida confusa..."

Bruna

segunda-feira, 26 de setembro de 2011

Tinha que ser...tinha que acontecer


24 Março 2011

" Eu, bem lá no fundo, sabia que ainda o queria muito. E depois de vários dias a receber mensagens, eis que chega mais uma: "- Onde estas amor? Queres sair?"  E a resposta teve que ser imediata, sem pensar, sem tempo para desculpas ou argumentos esfarrapados. " SIM, SAÍMOS!"
No mesmo momento que li: mensagem entregue, no meu telemóvel, o meu peito começou a bater mais forte, as borboletas esvoaçaram no meu estômago, e até as pernas me tremeram. Ui...mas o que é que se esta a passar comigo? Parece que vai ser o nosso primeiro encontro...bem, a verdade é que já não nos vemos à oito meses...e a vontade de estar com ele é enorme.
A ansiedade começa a aumentar cada vez que o ponteiro do relógio se move...e os minutos que não passam...ainda duvido que esteja a poucos segundos de abraçar, de beijar, de sentir o Gabriel nos meus braços.
Olhamo-nos, sorrimos, abraçamo-nos (ai...como eu adoro esse teu abraço)...e não pensamos em nada...que loucura! Só podemos ser loucos mesmo..."

Bruna 

sexta-feira, 9 de setembro de 2011

Prometido é devido...


A minha querida Porque um dia me perdi passou-me este selinho...aqui estou eu, a tentar responder:

1...o sorriso dos meus filhos.
2...presto serviço de voluntariado.
3...a mentalidade de certas pessoas.
4...REM-Everybody Hurts
5...acreditar sempre que amanha será melhor...e se não for amanha, será no dia seguinte. Porque tudo tem uma razão de ser. " Não sou dona do Mundo, mas sou uma filha do Dono" :)


Missão Cumprida!
Não vou passar para nenhum blog...os que me inspiram, creio que também já o receberam.

segunda-feira, 5 de setembro de 2011

Indecisa...

video

19 Janeiro 2011

"Só preciso de saber o que fazer... comigo...contigo...connosco!"

Bruna

quinta-feira, 1 de setembro de 2011

Tão perto e tão longe

7 Janeiro 2011

" -Queres sair?...
O primeiro impulso foi responder: QUERO SIM, QUERO MUITO!

E desta vez não consegui deixa-lo sem resposta, não podia, não queria, não devia, não sei. Mas sei que não ia mudar nada, a minha decisão não ia mudar, e assim, respondi: Não posso.

E senti-o distante, senti-o a fugir, senti-o longe de mim e ele ali tão perto, à distancia de uma mensagem. Era só eu dizer que sim, e em poucos minutos estaria nos seus braços, a sentir o calor da paixão, o sabor da sua boca, os seus labios irrequietos...o corpo dele a envolver o meu..."

Bruna