quinta-feira, 15 de setembro de 2016

Promeça


"Prometo perder.
Prometo por vezes fraquejar, por vezes cair, por vezes ser incapaz de ganhar.
Nem sempre conseguirei superar, nem sempre conseguirei ultrapassar. Nem sempre poderei ser capaz de ir tão longe como tu me pedes, de te dar exatamente o que merecias que te desse. O que desesperadamente te quero dar. Nem sempre conseguirei sorrir, tambem.
Prometo perder.
Prometo ainda manter-me vivo depois de cada derrota, resistir ao peso insustentavel de cada impossibilidade. Há-de haver momentos em que sem querer te magoarei, momentos em que sem querer tocarei no lado errado da ferida. Masd o que nunca vai acontecer é desistir só porque perdi, parar só porque é mais facil, ceder só porque doi construir.
Prometo perder.
Porque só quem ama corre o risco de perder; os outros correm apenas o risco de continuar perdidos.
Prometo perder.
Porque só quem nunca amou nunca perdeu."


in "Prometo Perder" Pedro Chagas Freitas

3 comentários:

  1. Admito que não gosto muito dos livros dele.
    Os textos parecem sem nexo e "mais do mesmo".
    Mas consigo entender o que quer transmitir.

    Beijocas

    ResponderEliminar
  2. Adorei!!
    mas é a mais pura verdade.. prometemos muita coisa, mas raramente podemos cumprir..
    ao prometer perder, estamos certos de conseguir cumprir ver msm fazer melhor!!

    ResponderEliminar